post

Durante vários dias, um navio de guerra esteve no mar a lutar contra o mau tempo. A visibilidade era pouca devido ao intenso nevoeiro, por isso o capitão permaneceu na ponte de olho em todas as actividades. Pouco depois de escurecer, o vigia relatou: “Luz, na proa a estibordo”.
“Está estável ou em movimento na popa?” perguntou o capitão. O vigia respondeu: “Estável, capitão”.
Isto significava que eles estavam em rota de colisão perigosa com esse navio. O capitão disse ao sinaleiro: “Faz sinal a esse navio: ‘Estamos em rota de colisão, aconselhamos a mudar de rota 20 graus'”. O sinal foi respondido: “Aconselhamos a serem vocês a mudar de rota 20 graus”.
O capitão disse: “Sinaliza: ‘Eu sou um capitão, mudem a rota vinte graus'”.
“Eu sou um marinheiro de segunda classe”, respondeu. “É melhor que mudem de rota 20 graus”.
Por esta altura já o capitão estava furioso e gritou: “Envia: ‘Eu sou um navio de guerra. Muda de rota vinte graus'”. A luz intermitente respondeu: “Eu sou um farol”.
A Palavra de Deus é esse farol. Nenhuma quantidade de arrogância humana, opinião popular ou teoria científica irá alterar as Suas verdades eternas. O universo não se auto criou; a criação é recente; a vida não provém da não-vida; as plantas e os animais não se transformaram em formas de vida superiores; houve uma cobertura diluviana global na história recente da Terra. A Bíblia é muito clara sobre estes factos e observações científicas, e quando interpretadas correctamente, confirmam cada uma.
Só pode existir uma verdade, e aqueles que se opõem a essa verdade vão acabar por naufragar sobre a rocha imutável da realidade.